O púlpito azul

eulemirEulemir é um rapaz de 26 anos, vive hoje na cidade de São Paulo e tem um perfil ativo no Facebook há cerca de 4 anos. Ele é engenheiro formado há 2 anos, mas ainda não conseguiu exercer a profissão. Eulemir é um sujeito com hábitos diferentes, digamos assim. Ele tem um Fiat TIPO ano 1993 na garagem, pratica aulas de yoga, adora assistir TV Senado e coleciona tampinhas de, pasmem: Fanta Uva, sua bebida favorita. Todo dia, Eulema (como é carinhosamente chamado pelo seus amigos) vai até o Facebook e publica textos das mais diversas categorias. Eulemir comenta e escreve coisas de seu cotidiano. Ele narra sua vida, fala sobre sua relação com a mãe, conta sobre suas baladas com o amigo e vizinho Idelson, e adora polemizar temas na sua timeline como a cena política-eleitoral brasileira, os acidentes aéreos e CPI da Petrobras. O jovem fala também sobre extremismo islâmico, discute economia, a alta do dólar, fala sobre futebol (é claro! Eulemir é Palmeirense) e defende com unhas e dentes suas perspectivas. Ele tem opinião sobre tudo e tem posturas muito contundentes sobre alguns temas. Até mesmo a mais nova cirurgia de Angelina Jolie foi alvo de uma análise do jovem, que ele classificou com uma “mina vida loka”. Ele disserta sobre temas da vida. Todo esse barulho, esse tom polêmico e esse senso crítico vil, fez com que o algoritmo do Facebook ficasse generoso com ele. De uns 2 anos para cá,  Eulema tem ganho muitos likes em todas as suas publicações. Centenas de pessoas sempre curtem o que ele escreve. Parece que ele tem um público cativo. Sempre com um conteúdo muito eclético e, segundo ele, bastante “atemporal”, Eulema gosta também de postar piadas de pontinhos, anedotas de Ari Toledo (que ele pega no YouTube todos os dias) e frases de Winston Churchill. Com isso, os likes de seus amigos e amigas chegam à galope. Ele posta algo, vai tomar água na cozinha, e quando volta, pá! geralmente uns 70 likes já pupulam pela tela em menos 1 minuto. Tudo que ele pensa não cabe nele mesmo, Eulema vai lá a posta. E seus amigos do Facebook retribuem com likes e emojis fofos. Fazer selfies arrojados também é uma especialidade de Eulemir. Anteontem, o jovem fez um selfie no topo do antigo prédio do Banespa no centro de São Paulo. Ganhou 439 likes em apenas 3 horas. Assinante da Veja desde os 16 anos, o jovem participa hoje de exatos 34 grupos de Whatssapp e muito se orgulha disso. Tem o grupo com a rapaziada do trabalho atual, tem outro grupo com a moçada do futebol de terças-feiras, tem o grupo com os amigos das antigas mais chegados onde compartilha conteúdo pornográfico, memes, vídeos reacionários e coisas de futebol. Outro grupo muito agitado, do qual Eulema faz parte, é o chamado “Grupo VIP” onde reúne todos os amigos da turma da faculdade. Semana passada, ele mandou uma mensagem para todos com o seguintes dizeres “Aeeee, galerinha do mal, vâmo encher a cara nessa sexta??? Estou com saudades de todos”. Já faz 4 dias dessa mensagem, e simplesmente ninguém da turma respondeu. Eulemir não curtiu esse silêncio no grupo e suspeita que está sendo boicotado por alguém. Eulemir nunca leu um livro da vida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

+ 72 = 81